Reflexão

“Virou-se o Senhor para ele e lhe disse: Vai nesta tua força, e livra a Israel da mão de Midiã; porventura não te envio eu? Replicou-lhe Gideão: Ai, senhor meu, com que livrarei a Israel? eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. Tornou-lhe o Senhor: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como a um só homem. Prosseguiu Gideão: Se agora tenho achado graça aos teus olhos, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo.” Livro dos Juízes, 6.14-17
Quando Deus precisa mudar uma situação, ele elege alguém para fazer o que é necessário. Podemos ver isto acontecendo o tempo todo. A primeira atitude de um vencedor é sensibilidade para ouvir a Deus. Precisamos ouvir o seu chamado. Por quê? Toda vez que alguém está prestes a ser separado por Deus para uma missão, tal pessoa passa por um processo que começa com uma experiência sobrenatural. Praticamente não temos nenhum caso que tenha ocorrido de forma diferente e, mesmo quando não houve a presença de um anjo, Deus falou com o eleito pessoalmente. Veja o caso de Maria, a mãe de Jesus; Sansão, que se destacou pela força sobrenatural; e o apóstolo Paulo, que realizou um ministério de alcance mundial. Precisamos não somente ouvir, mas estar dispostos a acatar o que Deus que fazer por meio de nós. Não tem como sermos perdedores, quando estamos cumprindo a vontade de Deus.

E o que mais aprendemos com a história de Gideão? Os vencedores são aqueles que entendem que “quando Deus chama uma pessoa para uma missão é porque Ele sabe que ela reúne as condições necessárias, não para fazer o que foi proposto, mas, sobretudo, as condições para que Ele possa edificar em suas vidas tudo o que é necessário para atender ao chamado divino.” Logo, as circunstâncias que cercam a vida deste indivíduo não servem de parâmetro para aquilatá-lo. Outra questão importante: Deus não escolhe pessoas ociosas. Um aspecto comum que podemos observar na vida de homens e mulheres escolhidos por Deus ao longo da história, é que nunca foram separadas pessoas ociosas. Todos foram sacados das atividades diversas que desenvolviam no seu dia a dia, que o digam Adão e Eva, Neemias, José, Ester, os irmãos e André ou Tiago e João, Paulo e o próprio Senhor Jesus. Outra coisa importantíssima: quando começa a tratar com um indivíduo, ele começa mudando sua autoimagem. Ele precisa que seus escolhidos, homem ou mulher, mudem o seu autoconceito. E o último ponto de hoje: Cerque-se de pessoas que sejam capazes de ajuda-lo na sua jornada e na sua missão.

Inscreva-se no canal, assista a reflexão em:

#opaonossodecadadia2020 #devocional #leiturabiblica #oracao #Gideao #ouviraDeus #autoimagem #equipe #ociosidade #proatividade

SAIBA MAIS